Segunda, 21 de Setembro de 2020 17:07
62 99863-8531
Geral JUSTIÇA

Justiça bloqueia R$ 221 mil de ex-prefeito de Araguapaz acusado de assinar gratificações e ordenar o repasse a outras pessoas

Segundo MP, intuito de José Segundo Rezende Júnior era 'evitar eventual formação de vínculo empregatício com os terceiros', causando prejuízo ao erário. Cabe recurso.

07/09/2020 13h52
Por: Kamila Reis Fonte: Mais Goiás
Prefeito já foi alvo de operação da Polícia Civil há um ano, sobre pagamento de propina — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Prefeito já foi alvo de operação da Polícia Civil há um ano, sobre pagamento de propina — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Araguapaz, José Segundo Rezende Júnior, na ordem de R$ 221 mil, por suspeita de improbidade administrativa. Segundo a denúncia do Ministério Público, enquanto esteve no poder, o político autorizou gratificações a servidores públicos determinando que os valores fossem repassados a outras pessoas ligadas a ele e à administração municipal.

O G1 tenta localizar a defesa do ex-prefeito na manhã desta segunda-feira (7), mas não conseguiu contato até a última atualização desta reportagem.

A decisão é da juíza Marianna Gomes e cabe recurso. Ela, inclusive, determinou a realização de uma audiência sobre o caso no próximo dia 19, pois afirma que "nada impede, contudo, que o ressarcimento do dano e a perda da vantagem ilícita sejam objetos de acordo".

Rezende Júnior comandou a cidade entre 2001 e 2004. De acordo com o MP, o intuito, com a prática, era evitar que constassem os repasses nas movimentações financeiras da prefeitura para "evitar eventual formação de vínculo empregatício com os terceiros", causando prejuízo ao erário.

O MP constatou que os funcionários, que eram obrigados a repassar as gratificações, também eram vítimas e cumpriam as ordens com receio de serem demitidos. Muitas das vezes, sequer sabiam quem receberia os valores ou qual o motivo das gratificações.

Entre as pessoas que recebiam os valores, segundo o MP, estão funcionários públicos, professores e prestadores de serviços em geral.

O ex-prefeito chegou a ser preso há um ano, durante uma operação da Polícia Civil que apurava o pagamento de propina para não ser realizada a votação do impeachment da também ex-prefeita da cidade, Márcia Bernardino de Souza, mulher de Rezende.

 

Goiânia - GO
Atualizado às 17h05 - Fonte: Climatempo
31°
Tempo aberto

Mín. 22° Máx. 35°

31° Sensação
28 km/h Vento
36% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (23/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.