Sexta, 25 de Setembro de 2020 06:22
62 99863-8531
Coronavírus DECRETO

Para ajudar a fiscalização, decreto de Iris vai definir o que é “aglomeração”

Objetivo é facilitar fiscalização e aplicação de sanções; secretária Fátima Mrué também afirmou que turistas que aglomeraram no interior retornam à capital e podem disseminar o vírus

09/09/2020 17h25
Por: Kamila Reis Fonte: Mais Goiás
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Em reunião online do governador Ronaldo Caiado (DEM) e representantes dos municípios turísticos de Goiás, a secretária municipal de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, adiantou que o prefeito Iris Rezende (MDB) publicará, ainda nesta quarta-feira (9), um decreto para deixar claro o que é aglomeração. Segundo ela, o texto objetiva facilitar a atuação da fiscalização no âmbito de ambientes públicos. “Especialmente na 44.”

Também de acordo com ela, a região da 44 é considerada um ponto crítico para a prefeitura, neste período de pandemia do novo coronavírus. “Boa parte das lojas está cumprindo, mas vemos nas ruas aglomerações. Com esse decreto, haverá uma definição mais clara, o que vai contribuir para uma ação conjunta”, declara.

Fátima ressaltou, ainda, que as flexibilizações feitas por decretos [estadual e municipal] são criteriosas e possuem protocolos rígidos, mas a população parece não ter compreendido. “Não está tendo maturidade.”

 

Rigidez na fiscalização

Fátima aproveitou, também, para apontar que, conforme acordado em reunião da Central de Fiscalização, na última semana, haverá aumento da rigidez nas fiscalizações dos estabelecimentos comerciais. “Fizemos uma portaria na última sexta-feira (4), tornando essas regras de fiscalização mais rígidas. Qualquer estabelecimento que estiver descumprindo o básico (disponibilização de álcool e gel, uso de máscara e distanciamento) será imediatamente fechado e multado, e terá um longo caminho até reabrir.

Essa portaria, ela explica, foi motivada por avaliações recentes, que apontaram descumprimentos dos protocolos em 50% dos estabelecimentos vistoriados. “Esse comportamento encoraja cidades vizinhas, inclusive, e pode gerar problemas no futuro”, avalia.

 

Reunião

A reunião idealizada pelo governador Ronaldo Caiado aconteceu nesta quarta com 14 municípios turísticos, após a verificação de irregularidades no feriado prolongado de 7 de setembro. Em sua fala o gestor disse que que o período de conscientização e esclarecimento sobre a pandemia já passou. Segundo o democrata, quem não cumpre os procedimentos o faz porque não quer. O chefe do Executivo, assim, afirmou ser necessária uma atuação mais punitiva contra as aglomerações.

Quem não cumpre os procedimento é por que não quer. Essa pessoa já faz de forma intencional. E tem regramento para tratar quem assim o faça. Não podemos aceitar que o processo evolua desta maneira”, apontou Caiado durante a reunião.

Na ocasião, ele citou as aglomerações registradas em cidades turísticas durante o feriadão da Independência, mas também a região da Rua 44, em Goiânia. O governador afirma ter passado no local. “Não conseguimos controlar e adotar os protocolos. Recebemos turistas de outros estados, em ônibus. Isso é o que tem de pior. Temos que ter muito cuidado”, avaliou.

Sobre o tema do encontro, a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, disse que o descumprimento das medidas, especialmente nas cidades vizinhas e turísticas, pode impactar a capital nas próximas semanas. “As pessoas que vão a locais turísticos, clubes e aglomerações, não moram nessas cidades, mas em Goiânia. Então, vão voltar, contraindo o vírus, e disseminando”, alerta.

 

Goiânia - GO
Atualizado às 06h08 - Fonte: Climatempo
21°
Alguma nebulosidade

Mín. 18° Máx. 35°

21° Sensação
9 km/h Vento
69% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Domingo (27/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 37°

Sol com algumas nuvens