Sexta, 30 de Outubro de 2020 16:30
62 99863-8531
Geral 'ANGÚSTIA'

Mãe cita 'angústia' por ainda não conseguir trazer ao Brasil corpo da filha que morreu na Argentina: 'Não descansa o coração'

Família que enterrar em Goiás Ana Karolina Fernandez, de 22 anos, que cursava medicina em Buenos Aires e morreu ao cair no poço de um elevador. Família ainda não sabe se morte foi acidental ou um homicídio.

21/09/2020 14h03
Por: Kamila Reis Fonte: G1
Silvana Ferreira com a filha, Ana Karolina, que morreu na Argentina: 'angústia' — Foto: Reprodução/Instagram
Silvana Ferreira com a filha, Ana Karolina, que morreu na Argentina: 'angústia' — Foto: Reprodução/Instagram

Após mais de duas semanas, a família da jovem brasileira Ana Karolina Fernandez, de 22 anos, morta na Argentina, ainda não tem informações sobre a liberação do corpo e o traslado para o enterro em Chapadão do Céu, região sudoeste de Goiás. Em meio à falta de notícias sobre o que de fato ocorreu com a estudante de medicina, a mãe dela, Silvana Lara Ferreira, vive a angústia de ainda não poder se despedir da filha.

"É muito difícil, uma angústia muito grande. A gente não descansar o coração. Eu não entendo o que aconteceu", disse ao G1.

Silvana morreu no último dia 4, após uma queda no poço de um elevador, do 13º andar de um prédio, onde estava, estava comemorando a aprovação em uma prova de patologia.

Inicialmente, o caso era tratado como uma morte a ser esclarecida. No entanto, segundo a família acompanha pela imprensa argentina, a polícia local também não descarta um possível homicídio. Silvana diz que, oficialmente, a família não tem nenhuma informação e que a situação tem protelado a liberação do corpo.

"Nós não temos nada de concreto e nenhuma previsão de liberação do corpo. Estamos aguardando a liberação, o que ainda não ocorreu pela polícia. Nós já até pagamos a funerária para o traslado, mas ainda falta a liberação", desabafa.

Um cunhado de Silvana, tio de Ana Karolina - que é advogado e mora em São Paulo - cuida dos trâmites burocráticos. A família tenta conseguir uma liberação para que algum parente tente ir até Buenos Aires pegar pertences dela e agilizar a liberação sem que tenham de cumprir a quarentena para regressar.

 

Perfil cobra investigação

Um perfil nas redes sociais cobra uma investigação "transparente" e justiça pela morte da estudante. De acordo com as publicações do perfil, que já tem quase 5 mil seguidores, Ana estava com o rapaz que namorava há dois anos no apartamento de um amigo na data em que sofreu o acidente. No entanto, os autores do perfil, que dizem ser amigos de Ana, questionam o porquê de não haver outras informações sobre o ocorrido.

Também de acordo com o perfil, a morte da estudante brasileira está classificada como “duvidosa” e sob investigação.

Segundo os textos publicados, a família e os amigos ficaram 19 horas sem contato com a jovem, que tinha o costume de ser ativa nas redes sociais. "Queremos a verdade e queremos transparência. Nada mais”, diz uma das postagens.

 

Morte

Ana Karolina morreu no dia 4 de setembro. Ela havia se mudado para o país argentino há quatro anos para fazer faculdade de medicina, que era seu grande sonho.

A família era natural de São Paulo, mas se mudou quando Ana tinha 6 anos para a cidade goiana de Chapadão do Céu, no sudoeste do estado. Lá ela viveu até os 18, quando foi para a Argentina.

Inicialmente, a família calculou o valor de mais de R$ 28 mil para trazer o corpo de Buenos Aires para São Paulo. De lá, ele ainda seguirá até Chapadão do Céu, onde o enterro será realizado.

Mãe da jovem, a empresária Silvana Lara Ferreira disse que ainda não contabilizou os valores arrecadados, mas que "já conseguiram mais do que precisava", pois a família já havia reservado uma quantia para os procedimentos e reforçou que não serão necessárias mais doações. Ainda não há uma data de quando o traslado será feito.

 

Perfil criado para pedir por justiça pela morte de Ana Karolina Fernandez — Foto: Reprodução/Instagram

 

Goiânia - GO
Atualizado às 16h17 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 20° Máx. 27°

27° Sensação
7 km/h Vento
74% Umidade do ar
90% (30mm) Chance de chuva
Amanhã (31/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 26°

Chuvoso
Domingo (01/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva