Quinta, 03 de Dezembro de 2020 08:06
62 99863-8531
Saúde & Bem Estar SAÚDE

Descoberta proteína que pode evitar quimioterapia em tratamento de câncer

É um avanço importante para as terapias oncológicas e promete revolucionar os tratamentos para vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, cólon, ovário e pâncreas.

31/10/2020 07h34
Por: Kamila Reis Fonte: Só notícia boa
Prof. Cristiano Simone com a equipe de pesquisadores de Genética Médica da instituição. Foto: IRCCS
Prof. Cristiano Simone com a equipe de pesquisadores de Genética Médica da instituição. Foto: IRCCS

A descoberta desta proteína vem do Instituto De Bellis de Castellana, na Puglia, Itália, e no futuro poderá evitar a quimioterapia.

É um avanço importante para as terapias oncológicas e promete revolucionar os tratamentos para vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, cólon, ovário e pâncreas.

A pesquisa, liderada pelo professor Cristiano Simone e apoiada pela Airc Foundation em colaboração com o NIH dos Estados Unidos, foi publicada na revista Science.

“Nossa descoberta expande o que chamamos ‘letalidade sintética’, que permite a morte direcionada apenas das células cancerosas, poupando as saudáveis”, diz Cristiano Simone.

 

A proteína

Em 8 meses de pesquisa, os cientistas italianos descobriram o papel do gene SMYD3, que produz uma das proteínas envolvidas no reparo do nosso O DNA.

Ao bloquear esse gene de forma direcionada, as células cancerosas são incapazes de reparar seu DNA e morrer.

Em oncologia, isso aumenta a possibilidade de intervir com terapias que matam apenas células cancerosa e evita a destruição do tapete de células saudáveis ​​e doentes, induzida pela quimioterapia – em vários casos de câncer.

 

Quimio

Uma vez criadas as drogas, esta terapia pode ser aplicada em grupos significativos: em 15% dos casos de câncer de mama, 15% dos casos de câncer de ovário, 11% dos casos de câncer de cólon e 10% dos casos de câncer de pâncreas..

O gene é conhecido há vários anos, mas até agora ninguém havia entendido sua função, ou seja, reparar células, tanto saudáveis ​​quanto cancerosas.

“Agora nosso objetivo é desenvolver inibidores SMYD3  para uma terapia medicamentosa combinada”, disse Gianluigi Giannelli, concluiu o responsável científico do Instituto.

 

 

Com informações do Positizie

Goiânia - GO
Atualizado às 07h57 - Fonte: Climatempo
23°
Alguma nebulosidade

Mín. 20° Máx. 32°

23° Sensação
4 km/h Vento
78% Umidade do ar
67% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.