Terça, 01 de Dezembro de 2020 14:29
62 99863-8531
Geral JUSTIÇA

Criança autista consegue na Justiça liminar para não usar máscara de proteção facial

Família procurou a Justiça após ser obrigada a desembarcar de um avião pelo fato do menor não conseguir permanecer com a máscara

14/11/2020 12h50
Por: Kamila Reis Fonte: Mais Goiás
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A família de uma criança de quatro anos de idade, portadora de Transtorno do Espectro Autista (TEA) com limitações inclusive sensoriais, conseguiu na Justiça o direito de que o menor não use máscara de proteção. A liminar foi deferida pela juíza da Vara de Crimes Praticados Contra Hipervulneráveis de Goiânia, Marcella Caetano da Costa.

Os pais da criança procuraram a Justiça após serem obrigados a desembarcarem de um avião no aeroporto de Belo Horizonte pelo fato do menor não conseguir permanecer com a máscara. A criança precisa deslocar-se diariamente até os consultórios de suas terapeutas, frequentando assim lugares públicos.

Segundo a magistrada, “o Estatuto da Pessoa com Deficiência prevê que o direito ao transporte e à mobilidade da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida será assegurado em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, por meio de identificação e de eliminação de todos os obstáculos e barreiras ao seu acesso”.

Marcella Caetano afirmou que a medida não se trata de controle de lei em tese, mas de atos de constrangimento que o paciente está na iminência de sofrer.

Nos autos foi anexado um relatório médico atestando que o menor apresenta diagnóstico do transtorno do espectro do autista. Além disso, foi adicionado um relatório terapêutico ocupacional afirmando que o paciente “não aceita uso da máscara ou acessórios no rosto”.

 

Agora é lei

A Lei Estadual n° 20.116, sancionada em junho de 2018, assegura atendimento preferencial para o autista em estabelecimentos públicos estaduais e privados (supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes, lojas em geral e outros locais nos quais sejam obrigados conter placa de atendimento prioritário).

O Procon Goiás é responsável por fiscalizar os estabelecimentos e, caso a lei não seja cumprida, o responsável pelo local recebe uma advertência. Se houver reincidência, será aplicada uma multa no valor de R$ 1 mil a R$10 mil.

 

Goiânia - GO
Atualizado às 14h27 - Fonte: Climatempo
33°
Alguma nebulosidade

Mín. 19° Máx. 33°

33° Sensação
6 km/h Vento
36% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens
Quinta (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.