Terça, 01 de Dezembro de 2020 14:17
62 99863-8531
Geral VEJA LISTA

Mais de 190 funcionários têm direito a dividir indenização de R$ 1,2 milhão paga por indústria em Cidade Ocidental; veja lista

Trabalhadores que estavam na empresa entre 2010 e 2015 devem checar se estão entre os beneficiados e procurar o sindicato da categoria para receber a quantia.

20/11/2020 06h52
Por: Kamila Reis Fonte: G1
Sindicato realiza assembleia após o depósito judicial por parte da empresa, em Cidade Ocidental — Foto: Divulgação/Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas
Sindicato realiza assembleia após o depósito judicial por parte da empresa, em Cidade Ocidental — Foto: Divulgação/Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas

Mais de 190 pessoas que trabalharam de 2010 a 2015 em uma indústria química de Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal, têm direito a dividir a indenização de R$ 1,2 milhão repassada pela empresa. Para receber o valor, os funcionários devem acessar o site do sindicato da categoria para confirmar se o nome está na lista dos beneficiados e entrar em contato com os representantes.

Veja a lista dos trabalhadores que têm direito à indenização

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e de Materiais Plástico de Goiás (Sind.Q.F.P-GO), a empresa Qualyquímica foi condenada a pagar quase R$ 1,2 milhão por não oferecer o prêmio de assiduidade entre os anos de 2010 a 2015, direito garantido em Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

O G1 tentou contato com a indústria, por e-mail enviado às 19h13 de quinta-feira (19), para que se posicione sobre a decisão e aguarda retorno.

O sindicato informou que, após receber a indenização, realizou na última segunda-feira (16) a primeira assembleia. Na ocasião, a entidade verificou que muitos trabalhadores que têm direito à quantia já não estão no quadro de funcionários.

Por isso, o sindicato reforça que os trabalhadores que atuaram na empresa precisam checar se o nome está lista e encaminhar dados pessoais, além do número de uma conta bancária, para receber o valor proporcional ao tempo trabalhado na empresa. Dúvidas podem ser tiradas pelo telefone (62) 98143-3272.

 

Processo na Justiça

O advogado do Sind.Q.F.P-GO, Luiz Antônio da Silva Araújo Filho, explicou que o sindicato entrou com a ação coletiva representando os 196 trabalhadores em 2015.

O sindicato estava recebendo denúncias de que a empresa não pagava um adicional de assiduidade previsto na convenção coletiva. Com isso, o sindicato ajuizou uma ação coletiva em benefício de todos os trabalhadores da época. Depois do tramite normal, a empresa foi condenada a pagar essa verba”, disse.

Conforme a Justiça do Trabalho, a primeira sentença saiu em julho de 2016. Apesar dos recursos movidos pela empresa, ela foi condenada em novembro de 2019 em última instância. Segundo o advogado, a indústria pagou os valores ao Poder Judiciário, que determinou a transferência da quantia para o sindicato no último dia 3 de novembro.

Depois de todos os recursos que cabem em um processo desse tipo, no fim deste ano, o último recurso da empresa foi julgado, a sentença foi mantida e o processo foi pra liquidação, que é a apuração das contas, e chegou ao valor. E agora, no início do mês, a gente conseguiu o pagamento", detalhou.

Goiânia - GO
Atualizado às 14h07 - Fonte: Climatempo
32°
Alguma nebulosidade

Mín. 19° Máx. 33°

32° Sensação
13 km/h Vento
36% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens
Quinta (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.