Quarta, 20 de Janeiro de 2021 17:38
62 99863-8531
Geral 'AGORA VOU VER MORTA

Mãe aguarda chegada do corpo da filha assassinada nos EUA: ‘2 anos e 7 meses que não a vejo e agora vou ver morta’

Família conseguiu liberação do corpo e pagou o valor necessário à funerária, mas ainda precisa de ajuda para quitar outros custos.

14/01/2021 15h03
Por: Kamila Reis Fonte: G1
Lídia Lúcia Ferreira Barbosa, 28 anos, encontrada morta em apartamento — Foto: Reprodução/Facebook
Lídia Lúcia Ferreira Barbosa, 28 anos, encontrada morta em apartamento — Foto: Reprodução/Facebook

A empresária Lêda Barbosa, de 53 anos, espera a chegada do corpo da filha, Lídia Lúcia Ferreira Barbosa, de 28 anos, encontrada morta nos EUA. Ela conta que a família conseguiu a liberação do corpo e que ele deve chegar ao Brasil na próxima semana. Entretanto, lamentou que o reencontro seja nessa circunstância.

“Tem 2 anos e 7 meses que não vejo a vejo e agora vou ver morta. Eu quero vê-la. Pena que nessa situação”, disse.

Lídia foi encontrada morta no apartamento do ex-namorado no dia 22 de dezembro. O rapaz também foi encontrado morto no local. A suspeita é que ele tenha matado a jovem e, em seguida, se matado.

A irmã de Lídia, a servidora pública Leidianne Ferreira, de 34, viajou aos EUA para providenciar a liberação do corpo. O corpo foi embalsamado e está sendo preparado para o traslado ao Brasil. A previsão é que a chegada aconteça na próxima quarta-feira (20).

“Minha filha pegou alguns pertences da Lídia e vamos trazer também, quero tudo dela comigo”, disse a mãe.

Goiana Lídia Lúcia foi encontrada morta no apartamento do ex-namorado nos EUA — Foto: Leidianne Ferreira/Arquivo Pessoal

Vaquinhas

A família de Lídia está enfrentando, no entanto, dificuldades financeiras para arcar com todo o processo, estimado em aproximadamente R$ 60 mil. Lêda disse que pegou parte do dinheiro emprestado com o ex-marido e parte com outras pessoas. Agora, precisa de ajuda para conseguir pagar.

Uma vaquinha foi feita na internet por uma amiga com quem a jovem dividia apartamento. Foram arrecadados cerca de 16 mil dólares. Porém, o dinheiro não foi entregue à família.

“Ela disse que o dinheiro era para pagar a funerária, mas como minha filha tinha pagado com esse dinheiro que arrumamos emprestado, ela não ia mais passar o dinheiro e disse que ia devolver para quem doou”, disse.

O G1 tentou contato por mensagem com a responsável pela vaquinha, mas não teve retorno até a última atualização da reportagem.

Diante disso, uma amiga da família acabou fazendo uma nova campanha online e, em poucas horas, já arrecadou R$ 17 mil. O valor vai dar para cobrir despesas mais emergenciais. Porém, além de pagar o dinheiro que foi pegado como empréstimo, Lêda contou que ainda terá outros gastos, como o traslado de Minas Gerais, onde o corpo de Lídia deve chegar, até Caldas Novas, no sul do estado, onde será enterrado, além do próprio enterro.

 

Investigação

A mãe da jovem disse que tentou mais informações sobre o caso com a polícia, mas que não teve muitas respostas. “Eles pediram três meses para continuar as investigações. Nem o celular da minha filha, que eles apreenderam, eles entregaram ainda”, contou.

Ainda segundo Lêda, a outra filha, Leidianne, se encontrou com o policial responsável pela investigação. Ele relatou que a vítima foi atingida com três facadas no pescoço.

"O homem atacou quando ela caiu na cama, direto no pescoço, com três facadas. A morte foi praticamente instantânea, como revelou a polícia dos Estados Unidos. Vou levar essa dor para sempre porque mãe continua sendo mãe, mesmo depois que o filho morre", relatou.

 

Goiânia - GO
Atualizado às 17h28 - Fonte: Climatempo
30°
Nuvens esparsas

Mín. 20° Máx. 31°

31° Sensação
15 km/h Vento
49% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (21/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sexta (22/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.