Domingo, 18 de Abril de 2021 00:12
62 99863-8531
Geral FATALIDADE

Morte de mulher após reação alérgica ao pintar o cabelo pode ter sido uma fatalidade, diz delegada

Laudo ainda deve apontar as causas da morte de Karine de Oliveira para encerrar inquérito. Jovem teve morte cerebral três dias após passar mal em salão de beleza de Catalão.

25/02/2021 12h06
Por: Kamila Reis Fonte: G1
Karine de Oliveira Souza — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Karine de Oliveira Souza — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Ao investigar a morte de Karine de Oliveira Souza, que passou mal enquanto pintava o cabelo, a delegada Luiza Veneranda afirmou que o caso pode ter sido uma fatalidade. Segundo a investigadora, as apurações feitas até esta quinta-feira (25) indicam que a vítima morreu por causa de reação ao produto levado por ela mesma ao salão, mas que ainda depende de um laudo pericial que deve apontar as causas da morte.

“Tudo indica que foi uma fatalidade. A vítima estava ciente dessa alergia”, disse.

A delegada também afirmo que pode ser que ninguém seja indiciado ao fechamento do Inquérito Policial (IP), mas que ainda depende do resultado dessa perícia da morte da vítima.

Não hã uma previsão de quando esse laudo deve ficar pronto porque ele depende de resultados de laboratório, segundo a Polícia Científica.

 

Reação alérgica e morte

Karine de Oliveira Souza, de 34 anos, passou mal enquanto pintava o cabelo em um salão de beleza em Catalão, no sudeste de Goiás. Tudo aconteceu na tarde do dia 10 de fevereiro, quando a vítima teve uma reação alérgica ao produto.

O Corpode Bombeiros foi chamado e precisou reanimar Karine ainda no salão. Ela foi levada, em seguida, para a Santa Casa de Catalão e ficou internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até o dia 13 de fevereiro, quando foi constatada morte cerebral da paciente.

A auxiliar administrativa Thais da Costa Tomé, de 30 anos, prestou depoimento e afirmou que a amiga já havia passado mal ao usar tinta no cabelo.

A cabeleireira que aplicou o produto na vítima prestou depoimento à Polícia Civil e, segundo a delegada informou à época, a mulher contou que não foi informada pela cliente que ela tinha alergia ao produto.

Ainda segundo a profissional, a própria Karine levou a tinta ao salão para aplicação.

Karine de Oliveira morreu após ter reação alérgica ao pintar o cabelo — Foto: Thais da Costa/Arquivo pessoal

O nome e a marca da tinta usada em Karine não foram divulgados. Por isso, o G1 não conseguiu verificar se o produto possui registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O corpo de Karine de Oliveira Souza foi enterrado em Araguari, Minas Gerais, onde o irmão dela mora, a 78 km de Catalão.

 

Goiânia - GO
Atualizado às 00h09 - Fonte: Climatempo
21°
Nuvens esparsas

Mín. 18° Máx. 30°

21° Sensação
7 km/h Vento
88% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (19/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (20/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.