Domingo, 18 de Abril de 2021 00:35
62 99863-8531
Geral MEDIDAS RESTRITIVAS

Decreto limita em 50% a lotação de transporte público e privado em Goiás

Novo documento mantém a prioridade de embarque para os trabalhadores de serviços essenciais nos horários de pico. Ordem vale para trânsito em área urbana, rural e entre cidades.

30/03/2021 11h26
Por: Kamila Reis Fonte: G1
Ônibus do transporte coletivo em Goiânia — Foto: Prefeitura de Goiânia/Divulgação
Ônibus do transporte coletivo em Goiânia — Foto: Prefeitura de Goiânia/Divulgação

Novo decreto publicado pelo governo de Goiás na manhã desta terça-feira (30) determina que todo transporte de passageiros que circular pelo estado – seja público ou privado – deve preencher máximo de 50% da lotação dos veículos. A medida é válida durante os 14 dias de atividades não essenciais em funcionamento, como previsto decreto anterior que estabeleceu regime “14 por 14” para cidades em situação de calamidade.

Segundo o governo, a medida foi adotada com intuito de evitar aglomeração, que é ambiente propício para a disseminação da Covid-19.

No documento, o governo determina que “as concessionárias do serviço público de transporte coletivo urbano adotarão as medidas necessárias para garantir o cumprimento” do decreto.

O G1 entrou em contato, por e-mail, às 10h, com a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) e com a Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) para pedir um posicionamento sobre a nova medida e aguarda retorno.

Segundo dados da RMTC, nesta terça-feira o número de usuários do transporte coletivo na Grande Goiânia durante horário de pico da manhã "foi 38% menor em comparação com a última terça-feira, dia 16 de março".

Embarque prioritário ônibus transporte coletivo — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Também de acordo com o decreto, segue valendo o embarque prioritário para trabalhadores de serviços essenciais nos horários de pico - das 5h45 às 7h15 e das 16h45 às 18h15.

As pessoas que trabalham nessas áreas podem fazer o cadastro e comprovar o vínculo empregatício neste link. Dúvidas podem ser esclarecidas por meio do telefone 0800 648 2222.

Ainda de acordo com o decreto publicado nesta manhã, a volta às aulas, em escolas públicas e privadas, deve obedecer aos “atos normativos editados pela Secretaria de Estado da Saúde, que serão fundamentados nas discussões do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus”.

O Diário Oficial também traz uma decisão do governo sobre trabalho dos servidores estaduais na Semana Santa: foi decretado ponto facultativo para eles na quinta-feira (1º).

A ordem não é válida para atividades indispensáveis "a exemplo das unidades de saúde, de policiamento civil e militar, de bombeiro militar, arrecadação e fiscalização, sem prejuízo de outras, a juízo dos respectivos dirigentes”.

Fecha comércio — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Coronavírus em Goiás

A Secretaria de Estado da Saúde registrou 478.596 pessoas contaminadas com o coronavírus e 11.339 mortes pela doença, segundo boletim de segunda-feira (29).

Na mesma data, a rede hospitalar estadual estava com 93% dos 543 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. Já 77% das 739 vagas de enfermaria disponibilizadas para pacientes com Covid-19 estavam em uso.

Goiânia - GO
Atualizado às 00h30 - Fonte: Climatempo
21°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 30°

21° Sensação
6 km/h Vento
88% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (19/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (20/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.